Companhia de Dança de Matosinhos

Separadores primários

Faça parte da criação de uma nova companhia de dança, a CDM. Ajude-nos a concretizar o sonho! Com o seu apoio, vamos conseguir!

Estamos a criar uma nova companhia de dança. Mas é muito difícil dar os primeiros passos, porque ninguém aceita apresentar nas suas salas uma companhia que desconhece. Assim, pensamos numa nova estratégia: convidar programadores de festivais e diretores de teatros a vir a Matosinhos e a Lisboa, para assistirem à versão reduzida do nosso futuro espectáculo TRIPALIUM.

O espetáculo TRIPALIUM redux é uma versão reduzida do espetáculo final que vamos produzir a partir de Setembro de 2017. Com esta versão vamos apresentar aos programadores e aos diretores de teatros o conteúdo e a qualidade estética da CDM, interessando-os a programarem o espetáculo final nas suas salas e festivais. 

Neste espetáculo participam 3 bailarinas e um coreógrafo que vivem fora de Portugal; toda a restante equipa criativa e de produção vive em Portugal.

O seu contributo nesta campanha apoiará o transporte, alimentação e estadia destes artistas no período de criação da versão reduzida em Portugal, para mais tarde dar lugar à versão final do espetáculo TRIPALIUM, a apresentar em Setembro 2017 em diversas salas deste país.

TRIPALIUM é uma reflexão crítica sobre a temática das relações laborais, da servidão moderna, e aborda consequentemente a reação desumana da sociedade perante o conhecimento desta realidade.

 

Sobre o promotor

A CDM, uma iniciativa da OIOAI! Associação, é uma companhia profissional de dança contemporânea que promete desafiar o corpo humano e a perceção do mesmo pelo público, apresentando nos palcos portugueses, a arte traduzida em corpos que se moldam, desafiam e ultrapassam os seus próprios limites.

A CDM convidará intérpretes de elevada qualidade artística que nos seus ágeis e precisos movimentos espelham as preocupações e visões de coreógrafos emergentes.

Através desta seleção e dos processos de criação e produção, a CDM pretende trazer a lume as questões político-sociais fraturantes da contemporaneidade, explorando projetos de intervenção e reflexão, promovendo o desenvolvimento da comunidade.

Com o seu abrangente projeto pedagógico, a CDM pretende desempenhar um papel de relevância na aproximação das pessoas à arte e das pessoas às pessoas, contribuindo para uma comunidade coesa, em forma e informada. Assim, a dança assume-se como veículo capaz de promover a equidade social e desenvolver o património intelectual.

Para mais informações visite-nos em:

Direcçao CDM: Diana Amaral e Sara Silva

Bailarinos: Laura Vanhulle, Ombline Noyer, Sara Silva, Sarah Leenders

Coreografia: Gustavo Oliveira

Encenação: Manuel Tur

Cenografia: Ana Gormicho

Design de Luz: Joaquim Madaíl

Design: Ângela Perez Metelo

Orçamento e prazos

Queremos proporcionar uma experiência de trabalho justa e valorosa e contamos consigo para os retoques finais desta fantástica iniciativa. Com a sua preciosa ajuda iremos suportar uma parte dos encargos da equipa artística relacionados com transporte, alojamento e alimentação durante o período de residência, ou seja, três semanas. Estes são os três itens para os quais precisamos de apoio, uma vez que temos já garantido o pagamento do trabalho dos bailarinos.

  • Transporte: viagens (ida e volta) de avião para o Porto para quatro elementos da equipa e viagens Matosinhos-Lisboa da equipa artística – 560€
  • Alojamento e estadia dos bailarinos e coreógrafo durante o período de residência em Matosinhos + alojamento de toda a equipa em Lisboa- 2400€
  • Alimentação durante a estadia da equipa em Lisboa (dois dias) – 300€.

Custos PPL – 5‰ valor angariado (IVA incluído) – 137,50€

Prazo de angariação: 30 de Janeiro 2017.

Galeria de Imagens

Documentos

Os documentos estão apenas acessíveis a utilizadores registados. Por favor faça login para os consultar.

Facebook