Blogue

18
Maio
2018

Três novas salas para o Gatil

O Cantinho do Tareco é uma associação que se dedica a tratar de gatos abandonados, garantido-lhes as condições necessárias para uma vida decente.

Como o espaço já estava sobrelotado a associação criou uma campanha de crowdfunding para melhorar as condições do gatil e aumentar o seu espaço. O resultado foi muito bom, cerca de 2800€ angariados por 94 apoiantes.

Passados três meses do término da campanha, temos as novidades para vos mostrar: foram construídas as três primeiras salas com o dinheiro angariado na campanha.

Mais uma vez o crowdfunding provou que consegue transformar ideias nobres em projectos sustentáveis.

Vê as fotos das salas abaixo:

03
Maio
2018

O Crowdfunding na 1ª pessoa – Projecto Darte

Dicas preciosas para ajudar-te a criar um projecto de sucesso!

Projecto Darte visa usar a arte como terapia para desenvolver capacidades nos mais novos, um projecto inovador e pioneiro a nível nacional. A sua relação relação com a PPL remonta a 2016, onde fizeram a sua primeira campanha de sucesso, seguindo-se outra recentemente. O resultado é sempre o mesmo: financiamento garantido.

Mas qual o segredo? A Margarida, mentora do projecto, explica-nos todos os detalhes neste testemunho. Onde fala da campanha mais recente e do que aprendeu “colocando as mãos na massa” na campanha anterior.

E tu, de que estás à espera para financiar a tua campanha?

Sabe mais sobre esta campanha: https://ppl.com.pt/causas/projecto-darte

Descobre as nossas sugestões para criares uma campanha bem-sucedida: https://ppl.com.pt/academia

26
Abr
2018

Por detrás do sucesso: Uma Dúzia Ao Oitavo

Há cerca de um ano atrás a Associação Capulana financiou a sua campanha com sucesso. Foram mais de 3 mil euro angariados por 87 apoiantes. Ainda te lembras deste projecto?

"Uma Dúzia ao Oitavo" consistia em criar condições para que 12 crianças do interior de Moçambique pudessem continuar os estudos e frequentar o 8º ano, de modo a quebrarem o ciclo de abandono escolar normal na sua aldeia. Passados 12 meses, fomos ver como correu o ano lectivo dos jovens.

O balanço geral do grupo foi bom, sendo que metade terminou com sucesso o Curso Técnico Profissional, em Serralharia e Electricidade, e os restantes continuam no ensino secundário. Destes um passou para a 9ª classe e os outros reiniciaram este ano a 8ª classe, agora mais do que nunca, determinados a passar com distinção.

Foi um ano de grandes mudanças nas suas vidas e de ambientação a uma nova família - família de acolhimento - , a uma nova escola, a uma nova comunidade, no fundo, a uma nova realidade, num meio maior e mais urbano.

O trabalho não pára e as necessidades são mais que muitas, por isso esta temporada a Associação Capulana continua a financiar os estudos de seis jovens na Escola Secundária da Massaca, assegurando-lhes transporte, alimentação, alojamento e acompanhamento escolar, O ojectivo é dar a força necessária para que não desistam do desafio a que se propuseram.

Para garantir um melhor aproveitamento escolar, desde o início do ano lectivo 2018, que os 6 alunos estão a ser acompanhados por um jovem de 24 anos, da Aldeia da Massaca, que lhes tem dado um acompanhamento como tutor e explicações para as várias disciplinas três vezes por semana.

É com muita satisfação que vemos um projecto iniciado na nossa plataforma sólido e sustentável um ano depois, porque o crowdfunding não são apenas os 2 meses de campanha, é todo o trabalho seguinte aos holofotes se apagarem.

Poderás continuar a acompanhar e a ajudar estes alunos, seguindo a Associação Capulana nas redes sociais, e ficando a conhecer os seus programas de apadrinhamento.

23
Abr
2018

O Crowdfunding na 1ª pessoa – WePark

Dicas preciosas para ajudar-te a criar um projecto de sucesso!

A campanha de financiamento para a “WePark”, um serviço personalizado de estacionamento de veículos,  alcançou um grande sucesso. As promotoras conseguiram angariar praticamente o dobro do valor que estipularam como necessário.

Dos 2 500€ iniciais, o projecto chegou aos 4 911€ angariados, um sucesso a 196%.

Neste testemunho poderás perceber que todo este êxito foi precedido de um planeamento estratégico muito eficaz e que a campanha de crowdfunding foi trabalhada diariamente, desde muito antes do seu inicio oficial, até aos dias de hoje.

E tu, de que estás à espera para financiar a tua campanha?

Sabe mais sobre esta campanha: https://ppl.com.pt/prj/wepark
Descobre as nossas sugestões para criares uma campanha bem-sucedida: https://ppl.com.pt/academia

12
Mar
2018

O Crowdfunding na 1ªPessoa - De Vespa na Índia

 

Dicas preciosas para ajudar-te a criar um projecto de sucesso!

O Jorge foi autor de uma campanha de tremendo sucesso, a edição de "De Vespa na Índia", o primeiro volume de uma trilogia de livros sobre as suas viagens à Índia. Angariou mais de 8 mil euros e contou com 234 apoiantes.

Neste testemunho ele explica a estratégia que criou para a campanha e todo o processo por detrás da sua operacionalização.

Sabe mais sobre esta campanha: https://ppl.com.pt/prj/de-vespa-na-india

Descobre as nossas sugestões para criares uma campanha bem-sucedida: https://ppl.com.pt/academia

09
Mar
2018

Por detrás do sucesso: De Moçambique para os nossos ouvidos

Michel William é um artista que respira música. Os instrumentos são os seus melhores amigos e este moçambicano não se imagina a viver sem eles. Há cerca de 1 ano atrás, Michel tomou uma decisão crucial para o seu futuro: tornar este sonho realidade e gravar o seu primeiro álbum de originais.

Depois de analisar todas as opções, o crowdfunding foi aquela que lhe pareceu mais eficaz. A escolha foi totalmente acertada, uma vez que com 138 apoiantes e mais e 5 mil euros angariados, a campanha deste artista foi um tremendo sucesso.

Conversámos um pouco com ele para perceber as estratégias utilizadas por detrás da campanha, a utilização do Facebook como principal via de comunicação e a divulgação do crowdfunding nos concertos, contribuíram muito para o resultado final.

"O que funcionou melhor foi o Facebook porque seguimos as vossas recomendações da Academia PPL."

DIVULGAÇÃO DO PROJECTO

Houve uma grande preocupação de utilizar o máximo de canais possíveis. Tanto offline, os concertos e a participação em programas de televisão, como online, as redes sociais (Facebook, Instagram e WhatsApp) e o e-mail marketing (uso de Newsletters).

O Facebook foi o canal que adquiriu mais importância, por isso o objetivo foi potenciá-lo de acordo com as recomendações da Academia PPL e mandar mensagens directas aos apoiantes e potenciais apoiantes nos vários momentos da campanha (inicio, meio e final).

A vertente offline também angariou vários apoiantes, uma vez que o Michel utilizou os seus concertos para promover o projecto no meio da audiência, o que se veio a revelar um tiro certeiro.

Há ainda a salientar um outro ponto muito importante, todos os amigos, conhecidos e familiares do artista, que foram responsáveis por grande parte do financiamento.

PRINCIPAIS DESAFIOS E SURPRESAS

O grande desafio foi sincronizar o ritmo dos concertos com todas as questões diárias da campanha, responsáveis por mantê-la viva, como a pronta resposta aos contactos de apoiantes, ou o constante envio de mensagens. A relação com as TV's foi uma moeda de duas caras, pois se por um lado não deram atenção nenhuma ao projecto durante grande parte da campanha, no final (quando o sucesso já tinha subido vários níveis) decidiram focar a atenção no Michel.

O que nunca falhou foi a adesão de pessoas ao projecto durante os concertos, demonstrado que o contacto pessoal é insubstituível e um grande factor de sucesso.

A IMPORTÂNCIA DO VÍDEO E DAS RECOMPENSAS

Como o Michel ainda é um artista desconhecido do grande público, o vídeo foi muito importante para quebrar esta barreira da novidade e ajudar a levar a sua música por novos caminhos. O Facebook e o WhatsApp foram os principais divulgadores de todo o seu conteúdo visual.

As recompensas basearam-se na pré-venda do álbum, porém, houve uma tentativa de ir mais longe e dar aos apoiantes a possibilidade de obterem experiências únicas, como a ida ao backstage de um concerto.

ANÁLISE A TODO O PROCESSO DE CRIAÇÃO E OPERACIONALIZAÇÃO DA CAMPANHA

Foi muito importante seguir nossos conselhos e estudar campanhas anteriores que tiveram sucesso, desta forma o artista percebeu que a última semana e as últimas horas do projecto têm uma importância extrema.

O Michel optou por fazer um workshop de crowdfunding antes de iniciar o projecto, o que lhe deu um conhecimento de bastidores muito maior do que se iniciasse esta aventura sem nenhuma experiência com o conceito.

A escolha da data da campanha era algo que o cantor teria alterado, pois o mês de Agosto é bastante menos dinâmico que outras épocas do ano.

Foi com muita satisfação que vimos este artista internacional de extremo potencial alcançar o sucesso com a sua campanha. Agora é esperar pelos próximos álbuns e por assistirmos a salas de espectáculos cheias por todo o país.

Obrigado Michel William por mais um caso de sucesso estrondoso na PPL!

15
Fev
2018

Por trás do sucesso: Bem-vinda a Portugal, Amália

A Amália tornará melhor a vida destas populações

 

O mês de Janeiro ajudou a que a população idosa portuguesa fosse um pouco mais feliz. Pelo menos a de Belas.

A Casa de Saúde da Idanha conseguiu adquirir a Amália, um fantástico robot terapêutico que tem como principal objetivo melhorar o desempenho social, emocional e cognitivo dos idosos com demência. Foram mais de 5 mil euros angariados com o investimento de 115 apoiantes.

Falámos com a Carla Pombo, uma das criadoras da campanha, para perceber os segredos por trás deste sucesso. De um modo geral a maior parte do investimento veio de pessoas próximas a estes idosos, que se envolveram na campanha a fundo. A criadora considerou o vídeo como um meio essencial para a divulgação, sendo até muito mais importante que a qualidade das recompensas, que neste caso eram bastante simbólicas.

Estas campanhas exigem muito esforço por parte dos promotores e uma atenção integral do princípio ao fim da campanha. 

 

DIVULGAÇÃO DO PROJECTO

Foram utilizados diversos canais de promoção, quer os mais tradicionais como a TV e a Rádio, quer os digitais como o Facebook. Até o próprio espaço físico da instituição foi aproveitado, com a criação de vários roll ups para o mesmo. Porém, ao nível da receita, o Facebook ficou atrás dos outros 3, que se destacaram a este nível, mais concretamente a Rádio Comercial e a TVI que ajudaram a divulgar em força o projeto.

Na comparação entre apoiantes próximos dos idosos e apoiantes espontâneos, os idosos conseguiram mobilizar os mais próximos e fazer com que eles representassem 60% do investimento.

 

PRINCIPAIS DIFICULDADES

O lado operacional da campanha revelou-se o mais trabalhoso, uma vez que, fruto das especificidades deste target, muitos apoiantes não tinham acesso à internet e foi necessário acompanhar esses casos de perto e gerar várias referências multibanco para pessoas nessas condições. Contudo, é nesta área que a PPL se destaca bastante, nomeando imediatamente um colaborador, o João Pedro Pio, para assumir este processo e ajudar os criadores a lidar com todas as dificuldades. Os resultados foram muito satisfatórios.

 

PRINCIPAIS SURPRESAS

Toda a divulgação em grandes plataformas de comunicação fez com que muita gente conhecesse a instituição e procurasse de forma pró-ativa fazer o seu donativo e conhecer melhor o projeto. Para além do resultado prático (a compra da Amália), esta campanha foi muito importante para dar uma nova vida a estes idosos, que se envolveram bastante e iam ficando muito orgulhosos cada vez que viam o projeto mencionado nas notícias.

 

O QUE FOI MAIS E MENOS IMPORTANTE NO DECORRER DA CAMPANHA

O vídeo foi essencial, pois para além de ter a validação dos profissionais médicos em relação à Amália, mostrou a real felicidade destas pessoas mais velhas quando em contacto com este robot.

Por outro lado, as recompensas, que eram sobretudo simbólicas e agradecimentos, não se revelaram muito importantes na angariação de apoiantes.

 

ANÁLISE A TODO O PROCESSO DE CRIAÇÃO E OPERACIONALIZAÇÃO DA CAMPANHA

A eficiência e eficácia da plataforma PPL foram os pontos mais destacados, porém há um aspeto muito importante a ter em conta: uma campanha de crowdfunding precisa de ser constantemente monitorizada, isto é, diariamente acompanhada e divulgada. Exige uma grande atenção por parte dos promotores, do principio ao fim da mesma, pois como diz Carla "nada acontece por acaso".

 

Exemplar de Amália, o robot terapêutico

 

Foi com grande satisfação que vimos um projeto de elevado valor económico, conseguir ultrapassar os montantes pedidos inicialmente. É muito positivo para o país conseguir trazer uma tecnologia tão inovadora para dentro de portas, que irá melhorar bastante a qualidade vida da população anciã. Bem-vinda a Portugal, Amália!

Obrigado Casa de Saúde de Idanha por mais um caso de sucesso estrondoso na PPL!

10
Nov
2017

Testemunho d'As Mães d'Água

A campanha "Mudar o SNS - Uma piscina de cada vez", promovida pela Mães d'Água, visava obter o financiamento necessário para adquirir um "KIT Piscina de Parto" e doá-lo a um hospital aderente à causa, sensibilizando assim os hospitais sobre a opção de imersão na água durante o trabalho de parto. A campanha conseguiu ultrapassar o objetivo e a equipa da Mães d'Água decidiu partilhar um relatório da mesma. Obrigado e até muito breve!

Relatório campanha “Mudar o SNS – uma piscina de cada vez”

A angariação de fundos foi muito bem sucedida, tendo atingido os 100% cerca de uma semana antes do final do prazo, e concluído a campanha acima do valor proposto, com um total de 2051€/118%. 

A piscina de parto (objecto da campanha) foi entregue ao Centro Hospitalar da Póvoa do Varzim – Vila do Conde ainda no mês de Maio e passou a estar disponível aos utentes em Junho, altura em que o Hospital concluiu algumas obras necessárias para o correcto funcionamento da dita piscina. 19 de Junho foi a data da primeira utilização da piscina de parto. 

O impacto para as Mães d’Água foi fantástico, visível não só pelo alcance das publicações na nossa página de facebook (publicações com elevado números de visualizações, likes e partilhas), mas também pelos contatos que se seguiram durante e após o término da campanha. Para além dos habituais contatos de particulares, surgiram contatos de entidades e profissionais médicos para terem mais informação sobre como implementar parto na água e obter uma piscina de parto para as suas instalações.

Do ponto de vista dos “clientes”, temos informação de que no Hospital da Póvoa já houve 9 mães/casais que tiveram acesso ao uso da piscina para hidroterapia no trabalho de parto. 

A entrega das recompensas foi um desafio -  parece-nos que a maior parte dos doadores ou não reparou que havia recompensas ou doou sem querer receber nada em troca, contribuindo apenas pela causa. 

Como balanço final da campanha, consideramos que foi muito positivo ver a sociedade civil envolvida e agradecemos a existência de plataformas de crowdfunding, que viabilizam a angariação de fundos com credibilidade, pelo que, estamos também muito agradecidas à PPL.  

Não esquecendo o tema da campanha, "uma piscina de cada vez", despedimo-nos com um até breve!  

17
Ago
2017

Sílvia Nazário

Para comemorar mais de 30 anos de carreira, a Sílvia Nazário conseguiu angariar mais de 5500 euros de que precisava para gravar o álbum "Tons Azuis". Perguntámos a esta cantora o segredo do seu sucesso para que possa ser partilhado com a comunidade do PPL.

Como foi feita a divulgação?

Usei os canais que estou mais ligada, Facebook, e-mail, mas também telefonema para pessoas mais próximas. Também investi em alguma divulgação paga no facebook. O público alvo foram fãs e amigos. O que funcionou melhor foram as mensagens diretas nas caixas de mensagens do facebook.

Sem dúvida que os amigos e familiares foram os que não só contribuíram como assumiram a campanha, vestindo a camisola e incentivando outros pessoalmente a contribuirem.

Quais os principais desafios?

Um dos principais desafios foi mesmo a falta de atenção ou conhecimento das pessoas, alguns não entravam no link quando viam o post no Facebook, nem sabiam como fazer. Pensavam que aquilo era uma foto e não acesso ao site da PPL. Outros achavam que eu já tinha gravado o disco e estava só divulgando o lançamento...

O Segundo desafio foi o modo de pagamento, especialmente no Brasil por causa das elevadas comissões nas transferências e do desconhecimento ou falta de confiança no PayPal ou pagamento através de cartão de crédito. Mas lá foi solucionado, pedindo aos apoiantes para transferirem os apoios a um único contacto que depois transferia para Portugal. Alguns apoiantes noutros países sentem alguma desconfiança em ter que pagar pelo site da PPL...

Uma boa surpresa durante a campanha?

Houve surpresas bonitas, de pessoas que eu não esperava, em termos de apoio financeiro. Mas também a divulgação que foi feita sobre o meu trabalho, houve inclusive matérias em jornais virtuais no Japão sobre a campanha.

Também recebi através do vosso site, uma mensagem de um engenheiro de som de estirpe, que oferece a masterização e mix do disco - isso é maravilhoso.

Qual a importância do vídeo?

O vídeo é muito importante, toca as pessoas e se tiver um pouco do que será o projeto na prática, ainda melhor. As pessoas gostam de investir no que vêm, por isso tive como meta colocar um trecho do meu concerto que inclui 4 dos temas que serão gravados.

Qual a importância das recompensas?

As recompensas são fundamentais pois assim [nós os promotores] nos sentimos dignos. Não estamos só a pedir que invistam nos nossos projetos, mas estamos a oferecer retorno adequado ao investimento.

Outro comentário?

Obrigada Amigos da PPL! O Sucesso é nosso.

Vocês foram profissionais e amigos impecáveis. Também gostei muito de receber o vosso apoio de acordo com o nosso empenho na divulgação.

Obrigado Sílvia por mais um caso de sucesso estrondoso no PPL!

29
Maio
2017

Como lançar a sua campanha de Crowdfunding na área dos livros

Enquanto leitor, quantas vezes desejou ler um livro diferente do que aparece na estante da Livraria? Enquanto Autor, quantas vezes quis publicar um Livro, mas nenhuma editora o quis publicar? Aparentemente a solução ideal é juntar os Autores com os leitores certos, dando a estes a possibilidade de escolherem o que deve ou não ser publicado através do seu apoio monetário, processo apelidado de Crowdpublishing e que é suportado numa plataforma online, como a PPL crowdfunding.

O apoio que é dado através do crowdpublishing é diversificado e, para além do apoio financeiro, permite a divulgação através da plataforma de Crowdpublishing e o trabalho de forma estruturada com o autor e da comunicação do seu trabalho.

Por forma a identificar quais os requisitos para uma campanha de Crowdpublishing de sucesso, a PPL esteve à conversa com o João Batista da Livros de Ontem. Na opinião deste especialista em Crowdpublishing, os desafios com que um Autor se depara para publicar um Livro são variados pelo que convém definir uma boa estratégia à partida.

Em primeiro lugar é necessário decidir o que se pretende: se editar um livro ou perseguir a carreia de Autor. Para tal é necessário avaliar qual a melhor opção disponível e se é possível chegar aos objetivos definidos. Após a análise das alternativas e caso não se consiga chegar a uma grande editora, poder-se-á usar o crowdpublishing.

Algumas preocupações a ter durante o processo de publicação passam por dar o máximo da informação possível às pessoas sobre a obra, facultar uma amostra da obra para que as pessoas possam ter um primeiro contacto com o livro, fazer um vídeo, mostrando o processo de escrita do livro, fazer uma boa capa, com um bom design e que transmita as ideias do livro. Uma revisão sem erros e uma paginação profissional compõem o aspeto final do livro.

É importante reforçar que o crowdpublishing não é solidariedade mas sim a compra de um livro cujo conceito os leitores gostaram e que querem ter. O livro só deve ir para crowdpublishing após estar concluído, dado que os leitores apoiantes devem receber o livro que apoiaram num espaço de tempo curto. Mesmo que o livro necessite de paginação ou revisão de texto e impressão não deve demorar muito tempo até chegar ao apoiante.

Durante o processo, as pessoas devem receber informação sobre os passos que o livro que apoiaram. Um apoiante gosta de saber que o livro está a ser construído e que lhes irá ser enviado. Terão curiosidade se o livro for de um autor muito conhecido.

Deve-se oferecer algo relevante em troca do apoio das pessoas e que estas queiram ter. Existem várias formas de recompensar um apoiante, entre as quais se destacam as seguintes: dar o livro ou um pack de livros se for editado com uma editora; se for um autor conhecido, pode dar algo exclusivo como um jantar com o autor ou uma sessão de autógrafos limitada aos apoiantes ou um desenho feito próprio autor, se for um autor que não é conhecido, pode dar um livro mais um curso de escrita, ou colocar o nome dos apoiantes na última página do livro.

Como duas vantagens inerentes ao crowdpublishing, são indicadas o facto de este testar o mercado, dado que permite criar e ativar a sua audiência e catalisar a comunidade num movimento em torno da obra do Autor e deste permitir validar o interesse no livro antes de este estar terminado pois mostra que as pessoas viram valor no projeto editorial e que estiveram dispostas a pagar por isso, legitimando de alguma forma o livro e o seu autor.