Projecto Príncipe 2018

Separadores primários

Uma equipa de 11 voluntárias portuguesas e 4 voluntários de São Tomé vão realizar o Projeto Príncipe 2018, que marca o regresso da Sonha, Faz e Acontece à ilha do Príncipe, pelo sétimo ano consecutivo.
Sonhamos e fazemos acontecer a educação e o desenvolvimento sustentável nos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP). É esta a nossa missão e o Projecto Príncipe 2018 é mais um passo da Sonha, Faz e Acontece neste sentido. Vamos voltar ao Príncipe pelo sétimo ano consecutivo e, ao longo de três meses, vamos implementar actividades que procuram responder às carências que persistem naquela comunidade.

Entre essas actividades, destacamos as seguintes:

1. Campo de férias Xináa Fogáa (“Aprender a Brincar”) – organização de um campo de férias para cerca de 100 crianças dos 6 aos 12 anos, com actividades lúdicas e educativas;

2. Oficinas da Gravana - dinamização de clubes de leitura, ateliês de expressão plástica e musical e actividades desportivas para desenvolver o espírito de equipa e a auto-confiança das crianças das roças entre os 6 e os 12 anos que não tiveram oportunidade de participar no campo de férias;

3. Estágios profissionais - promoção de estágios de curta duração para jovens entre os 16 e os 18 anos em parceria com empresas que operam na ilha do Príncipe;

4. Concurso de Empreendedorismo – realização de sessões de mentoria e acompanhamento de ideias de negócio a desenvolver por empreendedores locais e atribuição de apoio financeiro às duas ideias vencedoras, bem como a sua monitorização à distância;

5. Universidade Gravana – formação continuada nas áreas de Empreendedorismo, Comunicação e Desenvolvimento Pessoal, Inglês e Informática direccionada a jovens/adultos a partir dos 16 anos;

6. Reabilitação do posto de saúde da Nova Estrela - este posto serve as comunidades da Nova Estrela, do Terreiro Velho e do Abade e precisa de uma intervenção profunda no teto e no telhado.

Sobre o promotor

Em 2010, movidos pela ânsia de criar valor, um grupo de amigos voou até ao Príncipe, em São Tomé e Príncipe. Aí descobriram uma realidade diferente, onde a felicidade e os sorrisos imperavam, mas onde não existiam sonhos de um futuro diferente, ou de uma alternativa à realidade existente.

Livros para ler, professores para ensinar, bibliotecas para estudar, formação nas mais diversas áreas. No Príncipe, havia e ainda há muito a fazer pela educação. A Sonha, Faz e Acontece quer participar activamente nesta mudança que se revela urgente.

Educar é cuidar do futuro! Foi assim que, em Abril de 2012, nasceu a Sonha, Faz e Acontece, associação de voluntariado e empreendedorismo social, que tem por "sonho" a promoção da educação nos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa. Começámos pela ilha do Príncipe, mas queremos levar a educação onde for preciso. Actualmente estamos focados em duas linhas de acção – uma em Portugal e outra no Príncipe – e toda a ajuda e receitas são necessárias para podermos concretizar os projectos que delineámos.

É de educação que se fala. Educação é sinónimo de liberdade. Educação é “a arma mais poderosa que se pode usar para mudar o mundo”, Nelson Mandela.

Orçamento e prazos

A campanha de crowdfunding termina no dia 30 de Junho. Ao longo dos últimos 9 meses, os voluntários organizaram diversas actividades de fundraising, tendo angariado, até ao momento, cerca de 4.000 euros. O nosso objectivo é angariar, através desta plataforma de crowdfunding, o valor necessário (em falta) para desenvolver todas as actividades previstas.

Esta é a sexta vez que o Projecto Príncipe se financia através desta plataforma de crowdfunding. Em 2013, o Projecto angariou o montante necessário para financiar a reconstrução da Escola da Roça Abade (também na ilha do Príncipe) e nos três anos seguintes ultrapassou os objectivos financeiros fixados.

Caso a nossa campanha seja financiada na totalidade, existem duas comissões: uma de 5% + IVA cobrada pelo PPL e outra de 2,5% + IVA para cobrir as comissões dos parceiros de pagamento (PayPal, Referências Multibanco, etc.). Neste caso, se forem angariados 2.500 €, o valor total das comissões a pagar é de 230,63€, sendo o valor líquido para o Projeto de 2.269,38€.

Imagens

Documentos

Os documentos estão apenas acessíveis a utilizadores registados. Por favor faça login para os consultar.

Facebook