Como o crowdfunding pode ser um modelo de financiamento interessante para o teu projeto

05
Nov
2018

Quando lançamos um site ou projeto no digital queremos ter sucesso. E por sucesso entenda-se várias coisas: lucro financeiro, conexões e contactos, visibilidade, projeção, etc. Neste artigo, vou-te explicar porque é que o crowdfunding pode ser um modelo de financiamento interessante para o teu projeto digital… qualquer que seja o teu objetivo.

A minha história

Quando lancei o Nomadismo Digital Portugal corria o ano de 2016 e o mês de fevereiro. Estava a preparar-me para deixar a minha casa em Paris pois, nessa altura, já tinha conseguido criar a minha atividade de freelancer remota a full-time.

O projeto nasceu como um blog onde eu partilhava as minhas experiências na construção da minha atividade de freelance e adaptar tudo o que aprendi e li à realidade portuguesa – porque sim, vivia em Paris, mas trabalhava e ainda trabalho para e com Portugal.

Depois de mais de um ano a ler e aprender com conteúdos e pessoas dos Estados Unidos, Brasil, Inglaterra e França, peguei em tudo o que sabia e na minha experiência e decidi criar um projeto dedicado a estas temáticas para o público português.

Essa decisão foi tomada por ter visto uma janela de oportunidade para alcançar sucesso. Nessa altura, sucesso era sinónimo de visibilidade – sabia que seria difícil torná-lo auto-sustentável assim tão rapidamente, pois tinha que educar primeiro o público para a temática do trabalho remoto. Queria que esse projeto pessoal se transforma-se numa janela de visibilidade para a Krystel “Freelancer”.

Dois anos depois, o projeto tornou-se uma referência dentro desta temática e chegou então a altura de mudar o conceito de “sucesso”: queria que o projeto se tornasse o meu trabalho a full-time. E aí foi onde entrou o crowdfunding.

Financiamento para alcançar sucesso

Voltemos um pouco atrás. Comecei por dizer que o crowdfunding poderia ajudar-te a ter sucesso, qualquer que fosse a noção que tens dele.

No início, com o meu projeto, o sucesso era visibilidade isto porque não tinha público educado para o meu projeto. A forma de chegar ao meu público foi criar conteúdo, e a minha escolha foi continuar a trabalhar com freelancer (aproveitando a visibilidade que o projeto me ofereceu).

Quando, com o meu trabalho, alcancei um público que sabia que podia escalar o meu projeto a algo maior, precisei de dinheiro – porque sabia que a prioridade seria ter tempo, e para ter tempo precisava de parar de trabalhar tanto e para isso precisava de dinheiro (faz-te sentido, certo?).

Porquê o crowdfunding?

Poderia ter escolhido um banco ou até alguém individual para pedir um empréstimo, mas sabia que a minha audiência, pela confiança que já tinha depositado no conteúdo que lhe fui oferecendo, iria querer ter mais e melhor.

Escolhi o crowdfunding porque precisamente não procurei um financiamento: procurei um investimento. Enquanto que num financiamento a contrapartida é uma taxa de juro e pagamento em dinheiro, num investimento como o crowdfunding a contrapartida pode ser aquilo que as pessoas decidirem.

No caso da audiência do Nomadismo Digital Portugal, as pessoas precisam e pedem mais conteúdo sério, informativo e rico sobre trabalho remoto.

Em dezembro de 2017 lancei a minha primeira campanha de crowdfunding, onde podia à minha audiência para investirem na qualidade do conteúdo que eu sei que tenho para lhes oferecer.

Não só eu sei, como elas também sabem: a campanha acabou por ser muito bem sucedida, ultrapassando em 80% o valor pedido inicialmente.

Se procuras uma forma de alcançar o sucesso que tu defines para o teu projeto e se tens uma audiência preparada e pronta para investirem neles mesmos, o crowdfunding é o modelo perfeito para ti!

Escrito por Krystel Leal – Fundadora do Nomadismo Digital Portugal