A caminho de África

Separadores primários

VOLTA A AFRICA Um grupo de três amigos reúne-se para partilhar a experiência de uma vida. Uma epopeia para descobrir o continente Africano com projeto de voluntariado. Uma viagem de superação pessoal, física e emocional.
UMA VIAGEM MULTICULTURAL

Mais importante que o destino é o caminho;

As pessoas que se conhecem, as histórias que se partilham, as culturas que se cruzam;

O grupo de viajantes pretende viver os costumes, e conhecer verdadeiramente as gentes; 

Uma epopeia para descobrir o continente Africano com três motas e um veículo 4x4.

UMA VIAGEM SOLIDÁRIA

A solidariedade e a paixão pelas pessoas, são o principal motor desta viagem.

O grupo de exploradores quer levar até aos mais carenciados moradores de locais remotos:

  • Kits de higiene,
  • Material didático,
  • Material educacional,

Acreditamos que podemos fazer a diferença na vida destas pessoas, em troca da vossa ajuda oferecemos o que melhor sabemos fazer,

Um trabalho que nos motiva diariamente, que nos orgulha e que sabemos que fará toda a diferença na vida de quem mais precisa. Isto, com a sua ajuda!

África não nos deixa indiferentes quando por lá passamos. Contraste. Talvez seja essa a palavra que melhor a descreve. Coloca-nos em perspetiva pelo contraste. O preto e o branco, o limpo e o sujo, a abundância e a escassez, a indiferença e a proximidade.

Os países-alvo da acção do voluntariado são preferencialmente os países africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP), pela facilidade de comunicação e pelo apoio de empresas Portuguesas.

Sobre o promotor

Victor Moniz. Comecei a viajar bem cedo 1ª viagem em 1970 Caracas- Lisboa. Presidente da Associação Bairrada Solidaria.
 
Rui Vieira tem 44 anos e viajou por 95 países em quatro continentes. Privilegia normalmente as viagens terrestres por considerar que assim se conhece melhor um país e sua cultura.

Gabriel Sarabando, 32 anos, de Aveiro, fotógrafo apaixonado por viagens, fotografia e pessoas.

João Oliveira de 42 anos, comecei as minhas aventuras nas viagens com 22 anos quando de mota (Yamaha XTZ660) percorri a Península Ibérica.
 
Maria de Fátima Rosa, tenho 58 anos e vivo em Estarreja.Sou aventureira, mas também procuro conhecimento e interacção com os povos.
 
Tiago Fernandes, 26 anos, Arqueólogo. Um apaixonado por grandes Viagens e Expedições.

Uma equipa apostada em estender uma mão solidária a quem mais precisa sem perder de vista a emoção de uma grande aventura.
Visitar os diversos Padrões dos Descobrimentos Portugueses existentes no continente Africano
Divulgar a nação Portugal e fazer intercâmbio entre as diversas culturas.

https://www.facebook.com/voltaafrica

www.voltaafrica.com

Orçamento e prazos

QUANDO SERÁ A AVENTURA?

Parte da primeira etapa decorreu durante o ano de 2017.
O arranque para a segunda etapa ocorre em Janeiro de 2018 e será realizada entre Benin-Luanda-Jonesburgo e Maputo com regresso novamente a Luanda.
Em 2018 ou 2019 prevê-se a realização da 3ª etapa entre Luanda e Lisboa.

A previsão será chegar a Luanda em Fevereiro, onde nos esperam mochilas e manuais para distribuiçao gentilmente cedidas pela Angonabeiro com a marca Giga Cafés.

Os gastos com a equipa serão maioritariamente, combustivel, vistos e alimentação para os vários países.

Comissão PPL de 5% +Iva

Visto Mauritania 120€

Visto Mali 70€

Visto Burkina Faso 85€

Visto Benim 70€

Visto Camarões 90€

Visto Congo Brazaville 100€

Visto RDC 115€

Visto Angola 120€

Passaporte: 65€

Vacinas: 200€

O valor da campanha será uma ajuda para combustivel em deslocações e representa apenas uma pequena percentagem do total dos custos.

O grupo irá:

- Escrever um livro onde irá ser relatada a viagem;

- Fazer um video final com a viagem.

- Postar continuamete momentos da viagem nas redes sociais;

 

O objetivo é inspirar outros para que se lancem na busca da concretização dos seus sonhos.

Galeria de Imagens

Facebook