Apoia o Jornal MAPA - Crowdfunding 2018

Apoia o Jornal MAPA - Crowdfunding 2018

O MAPA é um projeto de informação crítica que edita um jornal em papel distribuído de Norte a Sul de Portugal. Através de um campanha de crowdfunding tencionamos financiar o ano...

  • 6401

    angariado

    107% de 6 000€

    181 apoiantes

  • 16/03/2018

    Terminado a

  • Esta campanha foi totalmente financiada

O MAPA é um projeto de informação crítica que edita um jornal em papel distribuído de Norte a Sul de Portugal. Através de um campanha de crowdfunding tencionamos financiar o ano de 2018.

Apoia o jornal MAPA - Apoia a Informação livre e crítica.

Um jornal em papel e um projecto de informação que necessita financiar a sua actividade durante o ano de 2018. O financiamento do jornal MAPA provém maioritariamente do sistema de assinaturas, de donativos e, numa parte mais reduzida, da venda direta de exemplares. Devido ao crescimento da sua estrutura (aumento do número de colaboradores e da rede de distribuição) existe uma necessidade crescente de recursos e concretamente, de dinheiro. Após cinco anos, a conclusão é de que necessitamos de uma base sólida e permanente de financiamento para fazer face a este crescimento e à necessidade de continuar por muitos mais anos a publicar informação crítica.

Para fazer frente ao ano de 2018 necessitamos de 6000€. Estes custos, abaixo dos custos reais do projeto, são o limite inferior que garante a nossa sobrevivência e nos permitem planear, de forma confortável e segura, o futuro económico do projeto sem interromper a publicação do jornal.

Distribuir 3000 exemplares tem um certo peso !!

Distribuir 3000 exemplares tem um certo peso !!

Sobre o promotor

O MAPA é um projeto de informação crítica que edita, trimestralmente, o jornal MAPA em papel e anima o site jornalmapa.pt. Foi fundado em 2012 e desde então publicou 18 edições, tendo começado com apenas 16 páginas e chegando hoje às 48.

Notícias, reportagens, ilustrações, factos e opiniões, a partir de uma perspetiva livre e, portanto, longe da esfera de influência de partidos políticos ou grupos económicos de qualquer cor ou sabor. O MAPA propõe nas suas páginas o desenvolvimento da crítica enquanto alimento e incentivo do pensamento e de práticas de autonomia e liberdade em todos os aspetos da vida. Um jornal gerado a partir de um coletivo de diversidade libertária, que vê na informação uma ferramenta para a transformação social, e num projeto de informação a criação de uma alternativa consistente aos espaços informativos dominantes em Portugal, ligados, na sua maioria, a grandes interesses políticos e às grandes corporações de media.

O MAPA é uma ferramenta na divulgação das ideias e dos debates que se desenvolvem em torno de lutas sociais, ambientais e económicas, que nascem na sociedade portuguesa e no resto do mundo.

Nas suas páginas têm presença habitual temas estruturantes da atualidade, como as transformações e os processos destrutivos do território rural e natural, as implicações ecológicas e sociais dos modelos de desenvolvimento, como o energético e alimentar, impostos aos habitantes deste planeta, a violência policial, o controlo do Estado sobre os cidadãos, as cidades e o espaço urbano. O MAPA é um canal de comunicação mas também um território de resistência em tempos de guerra.

O cabeçalho da edição em papel

O cabeçalho da edição em papel

Como funciona?

O projeto é pensado e gerido por um coletivo editorial que se organiza de forma horizontal e através da Associação Mapa Crítico, onde o uso dos recursos online são essenciais dada a dispersão geográfica dos seus elementos. É em assembleia que são tomadas as decisões sobre o que publicar e como organizar as edições e toda a estrutura. No MAPA o trabalho é voluntário, seja ao nível das colaborações, como a escrita de artigos, ilustração, fotografia e design, seja ao nível da distribuição e a gestão do projeto em papel e na web. O coletivo segue também um modelo aberto em que propostas podem ser apresentadas vindas de leitores, da sua comunidade de apoiantes ou do público em geral.

 

Para consultar e ler as edições online basta aceder ao ISSUU

jornalmapa.pt

twitter

facebook

geral@jornalmapa.pt

 

Orçamento e prazos

Duração da campanha: 16 de Janeiro a 16 Março

Total: 6000€

Comissão PPL: 516.60€

Impressão do jornal mapa: 65% (3564.21€)

Distribuição: 20 % (1096.68 €)

Custos fixos: 15% (822.51 €)

Facebook

  • Apoie com
    2€ ou mais

    2

    Ultima edição do jornal MAPA em papel.

    2 apoiantes

  • Apoie com
    5€ ou mais

    5

    Duas edições do jornal MAPA em papel + um autocolante

    18 apoiantes

  • Apoie com
    10€ ou mais

    10

    4 últimas edições do jornal MAPA em papel + autocolante

    42 apoiantes

  • Apoie com
    20€ ou mais

    20

    6 últimas edições em papel + Autocolante + cartaz comemorativo dos 5 anos

    40 apoiantes

  • Apoie com
    30€ ou mais

    30

    Assinatura do Jornal Mapa em papel (6 edições) + Coleção quase completa de edições passadas + Cartaz + Autocolante

    40 apoiantes

  • Apoie com
    50€ ou mais

    50

    Assinatura do Jornal Mapa em papel (6 edições) + Coleção quase completa + Cartaz + Autocolante + T-shirt

    30 apoiantes

  • Apoie com
    100€ ou mais

    100

    Tudo o anterior + 2 assinaturas para oferecer

    12 apoiantes

  • Apoie com
    200€ ou mais

    200

    Tudo o anterior + Grande almoçarada com o colectivo editorial

    2 apoiantes

  • Apoie com
    500€ ou mais

    500

    Tudo o anterior até 50€ + Direito a uma prancha BD personalizada da autoria do José Smith Vargas em que tu és a personagem principal, a publicar no Mapa Borrado na contracapa da edição seguinte ao fim da campanha

    1 apoiante

Seg, 15/10/2018 - 21:50

Qua, 21/03/2018 - 12:22

Pagamento concluído

Os fundos angariados foram transferidos para o promotor

16/03/2018

Campanha terminou

Os fundos foram totalmente angariados com sucesso

Lançamento da campanha

16/01/2018

181 membros da comunidade PPL
apoiam esta campanha

  • 137
    novos apoiantes

  • 44
    apoiantes recorrentes

  • 42
    apoiantes anónimos

Conhece quem está a tornar este sonho realidade