Também há abutres a planar no paraíso - Carlos Nuno Granja

Separadores primários

A editora Livros de Ontem tem o prazer de lhe apresentar o novo livro de poesia de Carlos Nuno Granja, "Também há abutres a planar no paraíso".

Sinopse

"Quanto mais escrevemos, gesto puro de solidão e egoísmo, mais vezes atingimos a profundeza do ser. E pensamos, sempre, no que somos e fomos, no que estamos para ser. O mundo é uma cápsula fechada para si, como um umbigo que se mostra para atingir o clímax social e transbordar de arrogância para uma plateia vazia. Estamos a ser excessivamente egoístas e individualistas. Estamos a mostrar indignação de cadeirão, aconchegados, à distância, em zonas de conforto, gritando alto pela janela fora, julgando a indiferença dos outros, desdenhando a sua existência, mas invocando a supremacia da própria existência. No fundo, o que somos, o que cada um é, um projeto de cinza, um quarto compacto, um vazio, um final que nos avisa, aproveitasses enquanto era tempo. Agora, o infinito deixou de ter resposta."

 

NOTA: O livro terá o valor de 12€ durante a campanha de crowdfunding e de 14€ após o fecho da mesma.

Escolha o pacote de recompensas que desejar e descubra todas as ofertas exclusivas que temos para si!

Uma publicação Livros de Ontem.

Texto de Carlos Nuno Granja.

Edição e revisão de João Batista | Livros de Ontem.

Projecto gráfico de Nádia Amante | Livros de Ontem.

1ª edição limitada a 200 exemplares

Todos os exemplares são numerados e assinados.

www.livrosdeontem.pt

www.facebook.com/livrosdeontem

www.instagram.com/livrosdeontem

https://www.pinterest.com/livrosdeontem

Sobre o promotor

Professor do 1º ciclo e poeta por paixão. Escreve histórias infantis para reviver a sua infância e encantar a imaginação dos mais novos.

Iniciou a sua carreira literária há cinco anos e desde então publicou 17 livros, tendo participado também em quatro coletâneas de poesia. Não teme mostrar o que escreve e adora partilhar as suas palavras como se fosse acalentar um sonho distante e o trouxesse para lhe dar vida.

Já publicou as seguintes obras:

Sentimentos in Versos – setembro de 2012 (ed. autor, poesia)
A força motriz da minha pena em flor – novembro de 2012 (Corpos Editora, poesia)
Poemas de prateleira em fotografias de máquina ligeira – janeiro de 2013 (ed. autor, fotografia e poesia)
Pressa de partir e voltar a colar – janeiro de 2013 (ed. autor, poesia)
O fato e a gravata – março de 2013 (Edições Vieira da Silva, literatura infantil)
Estudos de alma e conclusões – abril de 2013 (Esfera do Caos Editores, poesia)
A zanga das letras comadres – maio de 2013 (Editora Opera Omnia, literatura infantil)
Rimas numa folha de alface – agosto de 2013(Alfarroba Edições, literatura infantil)
Manifesto Anticrise – setembro de 2013 (Edições Vieira da Silva, coletânea de poesia)
Poesia Objectiva – outubro de 2013, em coautoria com José Fangueiro (Alfarroba Edições, poesia com fotografia)
Terras vividas e sonhadas – dezembro de 2013 (Esfera do Caos Editores, coletânea de poesia)
Chegaste primeiro – janeiro de 2014 (Livros de Ontem Editora, poesia)
O cágado sonhador que queria ser aviador – março de 2014 (Alfarroba Edições, literatura infantil)
Contigo, para sempre – maio de 2014 (Esfera do Caos Editores, coletânea de poesia)
O Rei Belarmino não é tenor – novembro de 2014 (Editora Opera Omnia, literatura infantil)
Rima, rimão, rimonada – dezembro de 2014 (Alfarroba Edições, literatura infantil)
Erotismus II- Impulsos e Apelos – julho de 2015 (Esfera do Caos Editores, coletânea de poesia)
O Doutor Grilo – outubro de 2015 (Editora Opera Omnia, literatura infantil)
Rádio Pirata- abril de 2016 (Livros de Ontem Editora, poesia)   
A história engraçada de uma biblioteca abandonada – 2016 (Editora Opera Omnia, literatura infantil)
A Raposinha Matreira Tornou-se Cantadeira – 2016 (Editora Opera Omnia, literatura infantil)

Orçamento e prazos

Ao publicar os seus livros através de Crowdpublishing, a Livros de Ontem tem a oportunidade de apostar em novos autores, de arriscar novos conceitos e desafios, de melhorar a qualidade das suas leituras e de remunerar melhor o trabalho dos escritores.

Assim, a Livros de Ontem não faz qualquer lucro directo das suas campanhas de Crowdpublishing. Todos os fundos angariados são destinados à produção dos livros e à melhoria da sustentabilidade da nossa operação.

Galeria de Imagens