Brissos e os Conselheiros de Estrada - Blues em Português | PPL

Brissos e os Conselheiros de Estrada - Blues em Português

Separadores primários

Brissos e os Conselheiros de Estrada estão a lançar esta campanha de Crowdfunding com o objectivo de apoiar a edição do seu trabalho de estreia "Depois do fim do mundo". Um projecto de Blues/Rock inteiramente interpretado em Português.

BCE - Brissos e os Conselheiros de Estrada é um projecto que pretende trazer de volta a sonoridade dos anos 70, envolta em influências actuais, o blues, o rock e o hip-hop dão as mãos à crítica social, à caricatura e à sátira, de forma dinâmica e divertida, num contexto conceptual que aborda os temas fraturantes da nossa sociedade e do País, totalmente interpretados em português.

2015 marcou o início da campanha de promoção do novo álbum de originais; “Magenta” foi o primeiro single a ser apresentado ao vivo por todo o País, antecedendo o lançamento do segundo tema do mesmo disco, intitulado “Tá Um Frio Que Não Se Pode”, que conta com a participação especial do rapper Raffa Noise.

Gravado e misturado por Pedro Vidal, nos Estúdios Vale de Lobos, este disco tem a participação de alguns amigos: Ruben El Pavoni (A.J. &the Rock’ in Trio); Pedro Vidal (Jorge Palma); Luís Ferreira (Nobody’s Bizness); Alexandre Frazão (Ala dos Namorados e Resistência) e de Rui Veloso.

Os BCE são: Paulo Brissos (voz e guitarra); Hugo Ganhão (baixo); Gonçalo Santuns (bateria); Pedro Soares (guitarra e voz) e Diogo santos (teclados).

 

Sobre o promotor

Olá, chamo-me Paulo Brissos, sou cantor, guitarrista, compositor e produtor, com largos anos de carreira e cinco discos editados na Polygram/Universal, na Movieplay, na Farol e mais recentemente na Espacial.

Tomei esta iniciativa para poder garantir a edição do meu mais recente trabalho discográfico, que pretendo apresentar em dois formatos diferentes: CD e Vinil.

Juntamente comigo, estão alguns amigos que me ajudaram a criar este novo trabalho: Hugo Ganhão, que já tocou com Ritchie Campbel e Freddy Locks; o Gonçalo Santuns, que actualmente toca com a Rita Guerra; o Diogo Santos, que acompanha o Miguel Araújo, e o Pedro Soares, que recentemente acompanhava Paula Teixeira, entre muitos outros.

A gravação e o aluguer do Estúdio foram conseguidos através do meu próprio investimento inicial, mas ainda necessito de editar e promover este novo disco, sendo que para isso, necessito de algum apoio.

Aderi a esta plataforma, porque acredito que aqui existe justiça e lealdade com os criativos que querem realizar os seus projectos, e também com as pessoas que os pretendam ajudar nesse objectivo.

 Venho assim pedir a colaboração de todos, para que também consiga dar voz ao meu projecto, pelo que, necessito do vosso apoio e da vossa contribuição, por mais pequena que seja, acreditem, será bem-vinda e preciosa.

Orçamento e prazos

Tenho confiança no Crowdfunding porque tem provas dadas sobre o apoio que já garantiu a muitos criativos, que tal como eu, solicitaram apoio para os seus projectos.

Apesar do esforço empregue na realização deste disco, juntamente com os músicos que me ajudaram a gravar os temas, tenho que fazer frente ao custo da edição e divulgação, sendo que já está concluída a primeira fase criativa, fonográfica e gráfica. Gostava que a edição final estivesse pronta no prazo de dois meses para que o disco possa ficar disponível nas lojas em Abril.

O processo de Crowdfunding irá decorrer durante dois meses a partir desta data e os fundos serão empregues nas edições limitadas em CD e Vinil, e em algumas despesas processuais inerentes à edição. Mediante a capacidade financeira angariada, com sorte, poderei igualmente investir na divulgação.

Acredito que este apoio representa uma forma justa e leal de recompensar os fãs e todos aqueles que gostam da minha música, porque podem adquirir antecipadamente este novo trabalho, no formato que desejarem, em primeira mão.

Imagens

Facebook